Instrução‎ > ‎Técnica Escotista‎ > ‎

Machado


A diferença entre o machado e a machada (ou machadinha) está no tamanho. O machado é grande e usa-se com as duas mãos enquanto a machada é mais pequena e basta uma mão para a manobrar, segurando na ponta do cabo (porque se tem melhor balanço e é preciso fazer menos força).
Sempre que se começa a usar um machado, deve-se verificar:se a cunha está bem fixa (ao mergulhar o machado em água faz-se inchar a madeira e assim garantir melhor a fixação do cabo na lâmina); e se não há ninguém à volta que possa ser atingida por um golpe. Se estiveres a segurar com a mão no tronco ou ramo que cortas, verifica se a mão não fica ao alcance de nenhum golpe desviado por acaso. O mesmo cuidado deves ter com as pernas, as quais deverás abrir conforme a posição em que estejas a cortar, de modo a que o machado nunca te atinja a perna, mesmo no caso de um golpe mal dado e que se desvie.

Conservação

Para evitar a ferrugem, deves ter em atenção alguns conselhos: limpa bem o machado, para tirar toda a humidade; para retirar ferrugem, usa palha-de-aço; para conservar o machado sem ferrugem, unta a lâmina com óleo ou outra gordura e envolve-a com plástico.

Equilibrar

O machado deve ser bem equilibrado. Para testar o equilibro, colocas o machado sobre o dedo indicador, na zona do «pescoço», onde acaba o cabo e começa a lâmina. Se o machado se equilibrar é porque está em boas condições de equilíbrio.
Num machado bem alinhado, o gume da lâmina deve estar em linha com a ponta do cabo.
Para evitar que o cabo rache ao bater com a ponta numa superfície dura, deve-se cortar essa mesma ponta.

Afiar a Lâmina

Para afiares a lâmina podes usar uma simples pedra de esmeril, a qual deves manter molhada com água ou, melhor ainda, com óleo. Usa movimentos circulares, deslocando para a frente. Se a lâmina tiver bocas (ou lâmina romba), deves começar por as fazer desaparecer usando uma lima (de preferência triangular), e só depois usar a pedra de esmeril. O fio da lâmina deve ficar com uma forma nem muito longa nem muito curta.

Reparação do Cabo

Se o cabo do machado se partir, começas por cavar um pequeno buraco em terra húmida onde enterras ligeiramente a lâmina deixando o olhal de fora. Depois, fazes uma pequena fogueira em pirâmide por cima, de modo a queimar a madeira. Logo que acabes e possas retirar facilmente os restos de madeira queimada de dentro do olhal, deves mergulhar a lâmina em água fria para que não destempere. Depois de feito o cabo novo, insere-o no olhal e fixa-o com uma cunha.

Como guardar

O machado deve ficar guardado dentro da respectiva baínha, ou cravado num cepo ou num suporte próprio montado no campo. Para cravar o machado num cepo a técnica consiste unicamente em espetar a lâmina em bico, e não com o fio todo. Para além disso, a lâmina deve ficar paralela ao cepo.

Transporte

O transporte do machado é outro factor importante na segurança. Quando o transportares na mão, segura-o sempre pela lâmina, e nunca pelo cabo. Se o machado for grande podes levá-lo ao ombro, mas sempre com o fio da lâmina virado para fora.
Quando se passa o machado a outra pessoa, deves entregá-lo sempre segurando na lâmina, para que lhe possam pegar facilmente no cabo.

Cortar Ramos

Deve-se sempre apoiar o ramo em cima de um cepo mais grosso. Nunca se deve desferir golpes com o machado sobre um ponto do ramo que esteja sem apoio, pois o efeito será muito pouco e o ramo ao vibrar pode fazer com que o machado salte e atinja o utilizador.
A inclinação do machado é importantíssima para os efeitos dos golpes. Nunca se devem dar os golpes com a lâmina num ângulo de 90º, ou seja, na vertical. Deve-se inclinar sempre o machado para fazer aproximadamente um ângulo de 60º. Os golpes devem ser alternados, ora inclinado para a esquerda ora para a direita.

NÃO

Desbastar Troncos

Para limpar ou desbastar um ramo ou tronco, começa-se pelo início (parte mais grossa) e vai-se avançando em direcção à ponta, no sentido de crescimento da árvore. Se os golpes forem dados no sentido contrário, acabará por rachar o tronco.
Cortar um tronco na vertical ou abater uma árvore
A técnica apenas precisa de duas zonas de golpe: a primeira de um lado, e a segunda do lado oposto e mais em cima. Esta técnica aplica-se tanto para um ramo, como para um tronco, como para uma árvore. No caso de uma árvore, esta cairá para o lado da primeira zona de golpe.
Para cortar uma vara verde, seguras pela parte de cima para a vergar. Os golpes devem ser dados com inclinação de 60º e não perpendicularmente à vara. Vergar a vara aumenta o efeito de corte do machado.

Rachar Lenha

Para rachar lenha, começas por cravar a lâmina no tronco (não precisa de ser com muita força), junto a uma das extremidades. De seguida, vais batendo com o conjunto tronco-machado em cima de um cepo. Aos poucos e poucos o machado vai-se enterrando cada vez mais no tronco, rachando-o ao meio.

Fazer uma estaca

Para afiar uma estaca, deves apoiá-la em cima de um cepo, e golpeares com pontaria. A cada golpe rodas um pouco a estaca. Uma estaca deve ter a parte de trás ligeiramente debastada, para evitar que, ao bater nela, se desfaça.