Instrução‎ > ‎Meio Ambiente‎ > ‎

Impacto da Escalada

Escalada

Impacto no Meio Ambiente

Qual é de facto o impacto ambiental da escalada?
A escalada em si não tem repercurssões graves para a área onde se desenvolve. Todo o impacto que uma escalada representa provém da fase de montagem das suas vias. [...] Ao montar uma via, há que ter em conta a destruição da vegetação que sobrevive perto da parede. A fixação de "presas" e eventual remoção de blocos soltos, pode perturbar tanto a comunidade animal como as plantas existentes nas fissuras.
A magnitude do impacto é menor num núcleo de escalada pequeno e concentrado do que num núcleo com o mesmo número de vias numa extensão maior de terreno.[...]
Com as precauções devidas, o deterioramento da zona não tem que necessariamente aumentar:
a) restrição do acesso rodado à zona de escalada, o que ajudará a parar a massificação turística;
b) regulação das novas aberturas de vias, para evitar a dispersão no espaço, e restrições ao equipamento;
c) proporcionar alternativas, com a concentração do uso desportivo de paredes já estabelecidas em zonas mais baixas e de paredes artificiais, precavendo a difusão de praticantes para zonas pouco alteradas;

Regras para os Escaladores
 

Para nós escaladores, que simplesmente escalamos as vias montadas por outros, ou que nos deslocamos para vias selvagens e desequipadas, existem algumas regras práticas:
- Não perturbar necessidade outros seres vivos (plantas, animais, outros escaladores…);
- Estabelecer códigos de comunicação para não ter de gritar. É algo que não é agradável para outros praticantes e que afecta a "paisagem sonora" do local;
- Respeitar sempre os períodos de nidificação;
- Não abusar do magnésio, visto que este é um elemento estranho à rocha e ao solo, pelo que pode causar efeitos anómalos na zona em que escalamos;
- Não deixar elementos considerados como "lixo" no local ( sejam eles resíduos variados ou restos vestigiais de material);
- Ouvir música com o volume no máximo não é um passatempo adequado à montanha. A paisagem deverá ser razão de sobra para escalar uma parede.
É a aquisição de conhecimentos, a atitude pessoal e o respeito das regras o melhor veículo para minimizar a repercursão da escalada nas áreas naturais, tornando inecessárias as proibições. [...]
André Ramalho
Texto baseado no livro El país frágil- las montagnas deben sobevivir
de Rosa Fernandez Arroyo (edições Desnível